Stella Artois

Para você

acessar esse conteúdo,

PRECISAMOS CHECAR SUA IDADE.

Coloque aqui seu país de residência e sua data de nascimento:

Permanecer conectado

*Não permanecer conectado se o computador for compartilhado com menores de idade.

SAC | Termos e condições | Política de Privacidade
Consumo Responsável | © AMBEV 2018. Todos os direitos reservados.

USAMOS COOKIES PARA MELHORAR OS NOSSOS SERVIÇOS.
CONTINUANDO A NAVEGAÇÃO, VOCÊ ACEITA O USO DOS COOKIES
TERMOS DE USO E POLÍTICA DE PRIVACIDADE.
NÃO COMPARTILHE O CONTEÚDO COM MENORES DE IDADE.

Há mais de 600 anos

na Bélgica, um legado começou.
Um legado que continua vivo até hoje.

Tudo começou

em Leuven, na Bélgica. Em 1366 nasceu a cervejaria Den Hoorn e, com ela, as bases para a qualidade e o sabor que distinguem Stella Artois até hoje. Seis séculos depois, essa origem ainda é motivo de orgulho. É só olhar para qualquer garrafa de Stella Artois para ver que o símbolo da cervejaria Den Hoorn continua lá, estampado em cada rótulo.

Alguns séculos mais tarde

em 1708, Den Hoorn ganhou um novo mestre-cervejeiro: Sebastian Artois. É, talvez você já tenha ouvido falar desse nome. Ou, pelo menos, do sobrenome. Em poucos anos, em 1717, Sebastian conseguiu adquirir a cervejaria. E, assim, nasceu a cervejaria Artois.

1726. O futuro

da cervejaria é colocado em jogo após a morte de Sebastian Artois. Mas, contra a expectativa de todos na época, sua viúva, Isabella, assumiu o risco e salvou a cervejaria. Sorte nossa (e sua).

E o nome Stella?

Onde entra nesta história? Só em 1926. No Natal daquele ano, um lote especial da cerveja Artois foi preparado como presente para os clientes mais fiéis. Em homenagem à data, a garrafa recebeu uma estrela e “Stella”, estrela em latim, em seu nome. Stella Artois, como o mundo a conheceria dali em diante.

Facebook Twitter Instagram YouTube Aumentar Fonte Diminuir Fonte